quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Introdução

Há quem venha de longe a Trás-os-Montes movido pelo desejo de comer um cabrito transmontano. Este desejo justifica-se pela possibilidade de descobrir algumas das mais belas paisagens transmontanas, as encostas abruptas pontuadas de oliveiras, o ritmo próprio da vivência rural dura mas dolente. É em paisagens como esta onde todos os intervenientes se confundem num misto de tristeza e calma, que em certos momentos qualquer cidadão se deveria integrar. Embora longínqua e de aspecto rude, só fazendo parte dela e sentindo os aromas e os sons que a natureza nos faculta, chegamos à conclusão que vale a pena viver só para desfrutar destes pequenos momentos de prazer e voltarmos rejuvenescidos ao nosso dia-a-dia urbano. Pelo meio valerá, então, a pena provar a carne suculenta e saborosa do cabrito transmontano.

Sem comentários:

Publicar um comentário